A sinestesia na poesia

Em um mini conto da Yvette Centeno. Um pouco a propósito do post anterior, Alfabeto colorido.

Um conto que me evoca aqueles momentos em que sinto estar perto de compreender quem vive num mundo muito próprio, num espectro especial. Este mini-mini conto bem poderia ser em tons de azul.

Era um menino especial: olhava, mas não falava.
Em cada palavra vista descobria algum sentido. Sentidos que tinham cor e ele não dizia a ninguém. Olhava, mas não falava.

Na cor que ninguém sabia estava todo o seu dizer.

REFERÊNCIA:
Blog Escrita Criativa | Mini-mini contos: O Menino.
de Yvette K. Centeno
Post às 4:22  do dia 6 de setembro de 2018.
edição: Glaciar, novembro de 2019
isbn: 9789898950260