Musical, language, and reading abilities in early Portuguese readers

Early language and reading abilities have been shown to correlate with a variety of musical skills and elements of music perception in children. It has also been shown that reading impaired children can show difficulties with music perception. However, it is still unclear to what extent different aspects of music perception are associated with language and reading abilities. Here we investigated the relationship between cognitive-linguistic abilities and a music discrimination task that preserves an ecologically valid musical experience. 43 Portuguese-speaking students from an elementary school in Brazil participated in this study. Children completed a comprehensive cognitive-linguistic battery of assessments. The music task was presented live in the music classroom, and children were asked to code sequences of four sounds on the guitar. Results show a strong relationship between performance on the music task and a number of linguistic variables. A principle component analysis of the cognitive-linguistic battery revealed that the strongest component (Prin1) accounted for 33% of the variance and Prin1 was significantly related to the music task. Highest loadings on Prin1 were found for reading measures such as Reading Speed and Reading Accuracy. Interestingly, 22 children recorded responses for more than four sounds within a trial on the music task, which was classified as Superfluous Responses (SR). SR was negatively correlated with a variety of linguistic variables and sh…

Fonte: Musical, language, and reading abilities in early Portuguese readers

Fonte original: Front. Psychol., 18 June 2013 | https://doi.org/10.3389/fpsyg.2013.00288

Recurso: Alfabeto da Língua Gestual Portuguesa

Recurso no formato PDF com o Alfabeto Manual da Língua Gestual Portuguesa. Autoria: Associação Portuguesa de Surdos

Recurso no formato PDF com o alfabeto manual da Língua Gestual Portuguesa.

Lingua Gestual Portuguesa by Marta Carlos

Recurso: “Guia de boas práticas de ensino online em contexto de emergência para alunos surdos durante a pandemia da doença COVID-19”

Recurso. Livro em PDF: “Guia de boas práticas de ensino online em contexto de emergência para alunos surdos durante a pandemia da doença COVID-19”

Recurso: e-book Guia de Boas Guias Práticas de Ensino Online em Contexto de Emergência para Alunos Surdos.

© 2020 Universidade Católica Portuguesa. Acesso:20201222
Referência: Lagarto, José. Guia de boas práticas de ensino online em contexto de emergência para alunos surdos durante a pandemia da doença COVID- 19. Portugal. 2020.

Introdução ao Desafio+ ‘Letra, palavra’

Letra, palavra é um poema de João Pedro Mésseder, incluído no livro O g é um gato enroscado da Editorial Caminho, 2003.

Letra, palavra é um poema de João Pedro Mésseder, incluído no livro  O g é um gato enroscadda Editorial Caminho, 2003.

O poema pega nas letras e chega dinamicamente à palavra pelo que foi o ponto de partida para a criação de um recurso didático em Língua Portuguesa, com alguma Língua Gestual e Braille.

“Desafio”
©Dicionário de língua gestual | SpreadTheSign
“Letras”
©Dicionário de língua gestual | SpreadTheSign
“Palavra”
©Dicionário de língua gestual | SpreadTheSign

O Desafio+’Letra, palavra’ inspira-se na Metodologia de Alfabetização Inclusiva e Comunicação Acessível – EKUI.

Encontra-se na página ‘Letra, palavra’ – Desafio+ (clicar aqui para aceder ao post), em formato vídeo.

Deixo uma amostra, um GIF 😉

Uma amostra.

Alfabeto sonoro

Há uns anos descobri um site fantástico. Nunca cheguei a explorá-lo como merece, quem sabe será agora.
No Clarallel, aquilo que escrevemos é transformado em som, acordes e notas. A título de exemplo e nesta fase em que estudo alfabetos e línguas numa perspectiva de acessibilidade e inclusão, inseri o alfabeto em letras maiúsculas e sem espaços.

Há uns anos descobri um site fantástico. Nunca cheguei a explorá-lo como merece, quem sabe será agora.

No Clarallel, aquilo que escrevemos é transformado em som, acordes e notas. A título de exemplo e nesta fase em que estudo alfabetos e línguas numa perspectiva de acessibilidade e inclusão, inseri o alfabeto em letras maiúsculas e sem espaços.

Por lá, temos duas opções de formato de saída, ou um trecho musical em tonalidade Maior ou menor. Apresento ambas.

Isto a propósito dos estudos que ando a efectuar em Língua Gestual Portuguesa e Braille. Da correspondência: letra – palavra – som – gesto – objecto de tacto e dos universos de conhecimento que tudo isso implica. Podemos, evidentemente, colocar o nosso nome, frases, siglas etc. E depois visualizar ou descarregar um ficheiro midi ou imprimir a página em PDF ou em papel (sejam verdes, não o façam!).Acreditem, é fascinante!

Aqui fica, então, direto do Clarallel, o som do alfabeto que é aliás o que se pode ouvir na playlist do site (*).

Alfabeto em tom Maior.
Transcrição (M)

Alfabeto em tom menor.
Transcrição (m)

Et voilà!;-)


(*) A seu tempo, modificada.

Continuar a ler “Alfabeto sonoro”

Definições

Poema que deu origem ao nome desde site. Da genial Yvette Centeno.

Poema que deu origem ao nome desde site. Da genial Yvette Centeno.

A vida

Diria melhor o tempo?
Mas não
não era o tempo
era a vida
um somatório de tempos
e de espaços
 
a vida estava agora
de tal modo concentrada
que pouco lhe sobrava
ou mesmo nada

Referência:

Entre Silêncios |Poesia 1961-2018
de Yvette K. Centeno
edição: Glaciar, novembro de 2019
isbn: 9789898950260


Poema online: https://viciodapoesia.com/2010/12/16/quem-nao-recorda-nao-vive-tavira-e-3-poemas-de-yvette-k-centeno/#comments.

Bons ciclos de 10 anos.

img476

Para a Moriae, foi algo que a minha inspiradora amiga me dedicou há 10 anos e uns dias.

Uma leitora pede-me algumas informações que aqui lhe deixo, completando o comentário que acrescentei ao post dsobre Marcel Robelin, artista cuja obra tem dimensão simbólica, é certo, mas nada que o aproxime de qualquer matéria ocultista mais directa.
Moriae pede-me que diga alguma coisa sobre o Tarot.
Deixo-lhe antes indicações bibliográficas:
Stuart R. Kaplan, Encyclopedia of Tarot, que tem uma informação muito completa sobre a história e as leituras possíveis do Tarot.
E a seguir praticar, com algum dos Tarots disponíveis.
Com o tempo chegará à conclusão de que o sentido das cartas, ou da carta, vai sendo revelado com a prática de leitura e com o tempo.
Na realidade, por muita curiosidade de antecipação que se tenha, é o tempo que nos organiza a vida e o destino.
Já no Padre António Vieira podemos ler, no cap. I da História do Futuro que no tempo existem dois hemisférios, um (superior e visível) contendo o passado, outro ( inferior e invisível) contendo o futuro, e é “no meio de um e outro que imos vivendo, onde o passado se termina e o futuro começa”.
O que quero dizer é que nestas aventuras da alma não é tanto de adivinhação nem sequer de contemplação que se trata, mas sim de imaginação.
Sem desprimor para essa Folle du Logis, pois é da capacidade de imaginar que resulta o que tem havido de melhor e mais avançado, na arte como na ciência.
E ao menos por enquanto o exercício de imaginar é livre, e isento de imposto…”

Posted by Yvette Centeno at 2:18 PM @ Simbologia e Alquimia