A sinestesia na poesia

Em um mini conto da Yvette Centeno. Um pouco a propósito do post anterior, Alfabeto colorido.

Um conto que me evoca aqueles momentos em que sinto estar perto de compreender quem vive num mundo muito próprio, num espectro especial. Este mini-mini conto bem poderia ser em tons de azul.

Era um menino especial: olhava, mas não falava.
Em cada palavra vista descobria algum sentido. Sentidos que tinham cor e ele não dizia a ninguém. Olhava, mas não falava.

Na cor que ninguém sabia estava todo o seu dizer.

REFERÊNCIA:
Blog Escrita Criativa | Mini-mini contos: O Menino.
de Yvette K. Centeno
Post às 4:22  do dia 6 de setembro de 2018.
edição: Glaciar, novembro de 2019
isbn: 9789898950260

Autor: MargaridaAz

Sempre em construção.

Deixe aqui o seu comentário ou questão. Obrigada.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.